Previous slide
Next slide
Previous slide
Next slide

Os Contos da Gramática: Uma história que “vai dar o que contar” – projeto inovador incentiva professores/as na escrita de contos poéticos

A diretoria da ACP tem visitado escolas das redes municipal e estadual para conversar a respeito do projeto Os Contos da Gramática: Uma história que “vai dar o que contar” – 2023/2024.

Trata-se de uma ação interdisciplinar e extraescolar que surgiu “a partir da necessidade de observar e aproveitar o conhecimento histórico de cada professor da Rede Pública de Ensino”, conforme explica o professor Ádemir Barbosa, idealizador do projeto e coordenador do Coletivo Cultural da ACP.

O projeto se propõe a realizar uma pesquisa referente à procedência de que maneira se comunicam, nas comunidades escolares, com os discentes, para isso, além de pesquisas, o projeto também será desenvolvido e realizado com oficinas de contos, com datas que em breve serão divulgadas pelo sindicato.

Serão implementadas atividades didáticas com professores especialistas que envolvam os componentes curriculares de Língua Portuguesa, Arte, Literatura, História e demais disciplinas, se necessário, com os quais faremos atividades mediadas, sobretudo, relacionadas à cultura da Gramática Normativa em detrimento à descritiva.

Ao final do projeto, em novembro de 2024, será realizado o lançamento de uma seleção dos melhores textos de contos e textos imagéticos relacionados à cultura da Gramática Normativa. Em breve vamos divulgar aqui em nosso site todo regulamento com os critérios para realização do Projeto no ambiente escolar.

As escolas visitadas até o momento foram: Escola Estadual Rui Barbosa, no bairro Santo Antônio, com a presença da professora Leda Márcia Nubiato (Tesoureira Geral da ACP), professora Rosaura Ferreira de Oliveira (Professora Aposentada e filiada ACP), Ádemir Barbosa (Coletivo Cultural Social ACP), Escola Estadual Arthur de Vasconcelos Dias e EMEI O Bom Pastor, com a presença do professor Flavio Peixoto (Secretário de Comunicação da ACP) e Ádemir Barbosa (Coletivo Cultural Social ACP).