Buscar
Youtube Instagram

Sobre

A educação é a base para formar uma sociedade desenvolvida. O papel do educador neste processo é essencial, pois torna possível a transformação das pessoas e a abertura destas para a socialização e integração em uma comunidade onde todos devem fazer a sua parte para o bem comum. Com um dos mais importantes fatores para a estrutura social, este é o objetivo primordial de todo educador, agindo na estrutura social através do indivíduo, tornando-o assim, um cidadão.

Quando o sistema de educação pública passa por dificuldades e obstáculos que podem comprometer o trabalho dos educadores e a qualidade do ensino ao cidadão, é preciso então unir a classe destes profissionais para que os interesses da educação prevaleçam. Foi o que aconteceu em 18 de maio de 1952.

Não conformados com o descaso das autoridades e do poder público em relação à educação, profissionais de escolas públicas e secretarias de educação fundaram a ACP - Sindicato Campo-Grandense dos Profissionais da Educação Pública, para lutar em defesa dos direitos dos que trabalham pela educação das redes públicas de ensino estadual e municipal, com participações de vanguarda em movimentos de greves e marchas nacionais.

A falta de espaço na imprensa e a necessidade de discutir a situação da categoria fizeram com que as primeiras ações da nova entidade fossem direcionadas à comunicação. A primeira diretoria eleita teve como presidente Alinor de Lima Bastos, que iniciou as mobilizações e criou o Boletim Informativo da ACP.

A instituição seguiu em frente ganhando espaço no cenário político e social no sul o então Estado do Mato Grosso, quando em 1955, a presidente Maria da Glória Sá Rosa, implantou um programa de rádio semanal, abrindo espaço para divulgar assuntos de interesse dos profissionais da educação e fornecer informações para o público em geral.

A conquista da sede própria da ACP ocorreu no ano de 1957. Ao longo dos anos, a instituição vivenciou momentos de sobressalto e restrições políticas como, por exemplo, o do Regime Militar. A educação, no entanto, gerou cidadãos intelectualmente preparados para a democracia. Neste período de transição democrática nacional, inicia-se uma nova fase: a transformação da Associação dos Professores para um Sindicato, mais evoluído e organizado.

Nessa escalada de conquistas, a ACP somou as vozes dos educadores com reações firmes, que apontaram o melhor caminho que nosso povo deve seguir em busca de suas afirmações de soberania, desenvolvimento, justiça social e cidadania, tendo como suporte um sistema de ensino democrático e inclusivo, nos marcos do respeito à lei e à ética, pelo bem comum e desenvolvimento de todos. Privilegiar o direito de aprender e ensinar, de modo que ele possa ser exercido em sua plenitude. Esse é o Sindicato Campo-Grandense dos Profissionais da Educação Pública, na busca incessante por um ensino público de excelência.

Tag3 - Desenvolvimento Digital