Nota de repúdio da ACP contra manifestações antidemocráticas

A ACP repudia veementemente toda e qualquer manifestação insana e antidemocrática. Por si só, os atos registrados neste domingo (19) são dignos de toda reprovação social, política, institucional e jurídica. Afrontam a Constituição Federal e toda a ordem democrática do país. A presença do presidente da república, eleito democraticamente, corroborando as práticas criminosas deixa evidente a profunda crise político-institucional que vivemos.

Contornos cruéis são acrescentados quando tais atos acontecem em plena crise grave de saúde e econômica que assola o país e o mundo. Jair Bolsonaro e sua claque desenvolvem a cada dia, um evidente plano genocida e excludente que ascendeu ao poder com a eleição de um presidente que incorpora toda a destruição de um conceito de soberania e desenvolvimento social e econômico para o Brasil. O que Bolsonaro e seus apoiadores sonham é mergulhar o país nas trevas que sempre nos assombraram desde a colonização.
A luta dos trabalhadores, das minorias historicamente oprimidas, das mulheres, população negra, indígena, camponesa, trabalhadores do campo e da cidade, defensores da democracia sempre foi por um país livre, plural, equânime e soberano. Invocar intervenção militar, retorno do AI-5 demonstra que essa parcela ínfima da população desconhece totalmente a barbárie da ditadura, ou pior, demonstra as pretensões abjetas, autoritárias e mórbidas que movem os interesses desse grupo que se identifica com ditaduras, torturadores e golpistas.
Honrando seus 68 anos de luta em defesa da Educação Pública, dos trabalhadores e da democracia, a ACP segue defendendo os ideais libertadores e transformadores que advêm do conhecimento e da união dos que sonham com um Brasil maior, melhor e mais justo para todos os brasileiros e brasileiras.
ACP – Desde 1952, nossa luta não para!