NOTA DE ESCLARECIMENTO À SOCIEDADE

         A diretoria da ACP – Sindicato Campo-grandense dos Profissionais da Educação Pública vem esclarecer, mais uma vez, à sociedade:
1. Os professores cobram o cumprimento da Lei 5411/2014 de autoria do próprio prefeito;
2. A categoria aceita parcelar 13,01% em 10 vezes, só falta isso para terminar a greve e o ensino estará funcionando regularmente na capital. O salário do professor é alimento.
3. A prefeitura enviou para o sindicato o ofício nº 1879 – Semad, apresentando o índice 8,50% (parcelado) para pagar quando tiver recurso, sem data fixa, isto significa (0) zero por cento ao salário.
4. A categoria se encontra em greve porque a prefeitura não trata a educação com seriedade e prioridade;
5. A prefeitura suspendeu, desde janeiro/2015, por decreto, os direitos estatutários.
6. Senhores pais, após o final da greve as aulas não lecionadas serão repostas, apoiem os professores que se empenham para contribuir com a formação dos vossos filhos.
 
 
Campo Grande-MS, 31 de julho de 2015
A diretoria.