Luta, conquista e formação sindical marcam as ações pelos 69 anos da ACP, rumo ao septuagenário

Em um mês de comemorações, ações sindicais e seguindo firme na luta pelas bandeiras da educação e dos trabalhadores e trabalhadoras, a ACP celebrou os 69 anos de fundação da entidade completados no último dia 18 de maio. O Maio ACP termina nesta segunda-feira, 31, com a luta ativa.

A última ação comemorativa do mês é o começo da preparação da entidade rumo aos seus 70 anos e o centenário de Paulo Freire. O curso de formação 2021, em sua 3ª edição on-line, inicia uma nova turma nesta segunda-feira, com o tema “A educação e o poder para enfrentar a crise”.

Cerca de 50 representantes sindicais participam da formação de 60h, com aulas semanais, até o dia 30 de junho, discutindo assuntos como História do Movimento Sindical e a organização da luta dos professores de Campo Grande nos Séc. XX e XXI; O contexto da Necropolítica e a retirada de direitos – Governos Federal, Estadual e Municipal; Como enfrentar a retirada dos direitos e a precarização do trabalho docente; Ações para enfrentar a crise – Sindicato forte, sindicato presente.

70 anos de lutas e conquistas

Com sete décadas de história, sempre à frente das lutas da categoria por melhores condições de trabalho, valorização profissional e desenvolvimento da educação pública de qualidade. Neste período, A ACP sempre foi protagonista nos momentos históricos da sociedade brasileira e dos trabalhadores e trabalhadoras do país.

Neste momento de pandemia, a ACP mais uma vez promoveu importantes lutas em defesa da vida e do trabalho dos profissionais da educação pública e de toda a comunidade escolar. Como reconhecimento deste combate, o sindicato conquistou, no dia 30 de abril, um dia antes de iniciar suas comemorações oficiais pelos 69 anos, a abertura da vacinação dos trabalhadores da educação contra a Covid-19. Ao findar o mês de maio, de acordo com a Sesau, mais de 22 mil educadores receberam a primeira dose da vacina.

“Celebramos os 69 anos da ACP como sempre foi a atuação deste sindicato. Com luta, com formação sindical com reconhecimento do esforço e da união da categoria. Seguimos fortes e ainda mais unidos”, pontua a vice-presidente da ACP, Zélia Aguiar.

O presidente do sindicato acrescenta. “A grande adesão dos profissionais da educação à campanha de filiação que realizamos em maio demonstra que a ACP tem credibilidade e papel fundamental na mobilização e organização os trabalhadores e trabalhadoras em defesa dos direitos, conquista de melhorias e preservação do que é mais essencial: vida, dignidade, renda e educação pública de qualidade”, conclui Nobre.

ACP – Desde 1952, nossa luta não para! Rumo ao septuagenário da ACP e centenário de Paulo de Freire!