Em plataforma virtual, ACP realiza última reunião de Representantes Sindicais em 2020

A ACP realizou, nesta quinta-feira (10), a última Reunião de Representantes Sindicais de 2020. O encontro virtual contou com a participação de representantes das redes Estadual e Municipal de Ensino, além dos professores e professoras aposentados filiados ao sindicato.

Na pauta, a análise da conjuntura nacional de lutas da Educação Pública e contra a pandemia de COVID-19. O golpe no FUNDEB em vias de ser praticado pela Câmara dos Deputados ao longo da tarde quinta-feira, com a aprovação de destaque que desconfiguram e privatizam o Fundo de recursos que deviam ser exclusivos para a Educação Pública foi um dos pontos debatidos (veja Nota Pública da CNTE aqui). A mobilização é urgente para defender o financiamento da Educação Pública, mesmo que de maneira virtual.

Desde meados do mês de março, com o início da pandemia do novo coronavírus, a ACP suspendeu todas as suas atividades presenciais, adotando o formato de reunião virtual para realizar os debates e informar a categoria sobre os diversos assuntos relacionados à Educação Pública. Foram reuniões de representantes, assembleias e cursos on-line que serviram de canal de diálogo e mobilização dos trabalhadores da Educação Pública de Campo Grande.

“Estamos enfrentando uma situação muito complexa. Lutas já rotineiras como o enfrentamento à retirada de direitos, a defesa dos trabalhadores e da educação pública somaram-se ao maior desafio deste século: a pandemia de COVID-19. 2020 tem sido um ano muito duro, difícil. Estamos aprendendo, trabalhando e vivendo no limite das nossas possibilidades técnicas, de estrutura e até emocionais. Mas a educação pública e a nossa luta não para!”, destaca o presidente da ACP, professor Lucílio Nobre.

No entendimento da diretoria da ACP, manter a mobilização da categoria é fundamental para a garantia mínima de políticas públicas que visem a promoção da Educação Pública.

“A união da categoria é nosso principal instrumento para seguirmos em frente. A diretoria da ACP manifesta toda a gratidão aos nossos representantes sindicais e demais filiados, que estão atentos e unidos em defesa da educação e dos direitos dos trabalhadores. Precisamos nos cuidar, proteger a vida e lutar pela Educação Pública”, conclui Nobre.

ACP – Desde 1952, nossa luta não para!