Ciências Humanas na educação é tema de curso de formação sindical da ACP

A secretaria de Formação Sindical da ACP realiza, nesta segunda-feira (29), o curso “Educação Cons(Ciências) Humanas”. A formação voltada para representantes sindicais abre o ciclo de cursos e palestras do segundo semestre do sindicato.

No período matutino, aconteceu a palestra sobre o tema título do curso, com os professores de filosofia Thaís Umar (professora do Ensino Médio) e Dr. Weiny César Freitas (Filosofia da UFMS). A discussão tratou sobre a importância e o significado das Ciências Humanas para a Educação.

“Só as Ciências Humanas são capazes de promover uma escola crítica. Dizer que tudo é ideologia é perder a noção de defesa da verdade. As ciências humanas podem e/ou não podem ser ideologia. A questão não é se a escola é ideológica ou não. A discussão importante é saber como escapar das ideologias. A questão é se a escola pode nos ajudar a escapar das ideologias. E sim, ela pode. Como? Só com as Ciências Humanas. Sem as Ciências Humanas não é possível sequer identificar o que é ideologia”, explica o Dr. Weiny César.

Após o aprofundamento teórico, os representantes sindicais se reuniram em grupos para traçar estratégias e organizar ações que abordem temas centrais e de interesse da categoria e da classe trabalhadora.

“Nós estamos num momento em que o estudo e a formação são imprescindíveis. A ACP entende que as ações devem ser planejadas e recalculadas ao longo do processo da luta de classes. No entanto, nós nunca teremos o imediatismo das soluções em curto prazo. Não temos o poder da caneta. Precisamos fortalecer a noção de coletividade, representação e organização para seguir em frente, lutando, e de maneira saudável. Por isso essa formação de hoje foi tão importante. Ela serve como um impulso para novos projetos do sindicato, de formação de grupos de estudo, rodas de conversa, coletivos. Estamos fortalecendo e reconstruindo o caminho da luta”, conclui o secretário de Formação Sindical da ACP, professor Gilvano Bronzoni.