ACP solicita que prefeitura estabeleça prioridade para trabalhadores da educação em vacinação contra COVID-19

A diretoria da ACP protocolou, na manhã desta sexta-feira (18), ofício n. 182/2020 no gabinete do prefeito Marcos Trad, solicitando a prioridade aos trabalhadores em educação do Município de Campo Grande na vacinação contra a COVID-19, tendo em vista a necessidade do retorno das aulas presenciais em 2021. O ofício também foi encaminhado ao secretário municipal de Saúde, José Mauro Pinto de Castro Filho, à secretária municipal de Educação, Elza Fernandes Ortelhado, e para o presidente da Câmara Municipal de Vereadores, vereador João Rocha.

Com o mesmo intuito a FETEMS também demandou a mesma prioridade ao Governo do Estado de Mato Grosso do Sul para os trabalhadores da Educação no âmbito estadual.

Desde o início da pandemia do novo coronavírus, a ACP tem realizado ações e empenhado esforços e mobilização na defesa dos profissionais da Educação Pública e na preservação da vida de toda a sociedade campo-grandense. O sindicato integra a Comissão de Gerenciamento da Pandemia no Município de Campo Grande.

“Em nove meses de pandemia, vivemos a dor e o sofrimento de mais 183 mil famílias brasileiras que perderam seus entes queridos, destes, cerca de dois mil sul-mato-grossenses. Todos os dias nesta pandemia, a luta da ACP foi em defesa da vida. Empreendemos campanhas, lutas e apoio à entidades que promovem o combate na linha de frente da COVID-19. Mais uma vez, ressaltamos que a vacinação de nossa população é imprescindível para o combate à pandemia. A prioridade para trabalhadores da educação torna-se fundamental também para superarmos a crise educacional e social que as aulas remotas têm provocado para educadores, estudantes e comunidade escolar. Seguimos na luta!”, afirma o presidente da ACP, professor Lucílio Nobre.

Veja o ofício enviado às autoridades!

ACP – Desde 1952, nossa luta não para!