ACP se reúne com presidente do IMPCG para tratar sobre convocação dos readaptados

A diretoria da ACP participou, na tarde desta quinta-feira (16), de audiência com a diretora-presidente do IMPCG (Instituto Municipal de Previdência de Campo Grande), Camila Nascimento de Oliveira, a fim cobrar transparência no processo de convocação dos servidores readaptados para comparecer na Semed a fim de regularizar a vida funcional.

O presidente Lucílio Nobre; a vice-presidente, Zélia Aguiar; o secretário geral, Weld Vicente e o secretário de formação sindical, Gilvano Bronzoni entregaram o Ofício n. 98, referente à convocação aos servidores readaptados. O mesmo documento foi enviado, para conhecimento, à Secretária Municipal de Educação, professora Elza Fernandes Ortelhado.

“A ACP espera que o Instituto cumpra com as legislações vigentes. Nós vamos acompanhar, por meio da secretaria Jurídica, todo o processo realizado com os profissionais da educação readaptados”, afirmou o presidente da ACP, Lucílio Nobre.

Durante a reunião foi cobrado um atendimento mais humanizado, e que se desenvolva ações e programas de recuperação da saúde do professor. “O trabalho da junta médica deve ser de recuperação e não de aprofundamento da crise de saúde dos professores. Convocações em tom de ameça não contribuem em nada para a reabilitação dos profissionais readaptados”, ressalta a professora Zélia Aguiar.

 “Os professores readaptados cumprem funções importantes dentro das escolas, necessárias para o bom andamento da rotina escolar”, conclui Nobre.

O sindicato orienta aos filiados que se sentirem prejudicados, ou que tenham dúvidas quanto ao processo, devem procurar a secretaria Jurídica da ACP.

Veja o ofício enviado para SEMED e IMPCG.