25º Festimpe leva alegria e emoção ao palco da ACP

A ACP foi palco da música neste fim de semana. O 25º Festimpe levou alegria, arte e diversão para a sede do sindicato, na noite de sábado (31). Encerrando as atividades de agosto, o evento foi um sucesso. Organizado pela secretária social e cultural, Socorro Pereira, o festival contou com o show de professores e professoras que se revelam grandes talentos da educação Campo-grandense (veja fotos aqui).

A 25ª edição do Festival de Intérpretes Musicais dos Profissionais da Educação contou com a participação de 15 candidatos, entre os educadores e educadoras das escolas públicas de Campo Grande. Acompanhados pela banda Maestro Vandão e os Tequilas, os professores promoveram um passeio pela música nacional e internacional, que emocionou amigos, familiares e todo o público que prestigiou o festival.

“Essa é uma noite leve, de alegria e de nos fortalecermos. A cultura, a arte e a música são fundamentais para nossa prática. Seja na rotina da sala de aula, ou na luta em defesa da educação e dos direitos da classe trabalhadora. Hoje estamos aqui para prestigiar nossos colegas talentosos e amantes da música. Festimpe é diversão e união na ACP”, discursou a vice-presidente do sindicato, professora Zélia Aguiar, durante a abertura do festival.

Ao longo da noite, o clima de alegria e união foi tanto o tom das apresentações. Os candidatos apresentaram uma pluralidade na escolha do repertório. O que se repetiu a cada novo show foi a dedicação e a emoção.

Premiação

Como já é tradicional no Festimpe, os candidatos concorreram a quatro premiações: 1º, 2º e 3º lugar, que receberam troféu e prêmio em dinheiro; e o troféu Presença de Palco – um reconhecimento ao candidato ou candidata que mais se destacou pela composição de figurino, domínio do palco e animação da plateia.

Numa noite que reuniu de maneira, veteranos e estreantes de festival, a premiação equilibrada entre novatos e experientes. O troféu Presença de Palco reconheceu a energia da professora Maria de Fátima Moura, que canta há muitas edições e fechou o 25º Festimpe com muita animação, levando a galera ao som de Bate o pé, de Roberto Leal.

O 3º lugar foi para o estreante Lucas Florantin Aguillera. Ele conquistou o público e os jurados com o Heavy Metal da banda Three Days Grace. Cantando “Animal I Have Become”, Lucas subiu no pódio de seu primeiro festival na ACP.

Outra estreante recebeu o carinho do público e reconhecimento dos jurados. Angela Colognosi dos Reis fez uma emocionante apresentação da música “O Canto das Três Raças” – composição de Paulo César Pinheiro, imortalizada na voz de Clara Nunes. A interpretação da música que retrata a luta do povo brasileiro contra a opressão lhe rendeu a 2ª colocação.

A campeã da noite renovou seu lugar no topo do Festimpe. A canção Rara Calma, da banda Rosa de Saron foi a escolha d a professora Denise da Silva Irlândes Nunes. Ao se apresentar com sua entrega e emoção características, Denise conquistou mais um troféu de 1º lugar do Festimpe.

 

25 anos de música, educação e luta

Para celebrar os 25 anos de festival, a diretoria da ACP preparou um prêmio especial: Troféu Encante! Um reconhecimento a todas as pessoas que escreveram essa história de educação, luta e música.

O Troféu Encante foi dedicado à candidata desta edição, que mais vezes participou do Festimpe. Um dos idealizadores do festival, há 25 anos, professor Luiz Meira, fez a entrega à professora aposentada Norma Veras de Andrada – a Norminha.

“É uma emoção e alegria enorme estar nessa noite com vocês. Ver como esse festival cresceu e se mantém tão cheio de vida e música, depois de 25 anos. Eu gostaria de agradecer e fazer um pedido à diretoria e todos os participantes: sigam fazendo desse festival o espaço da música, da beleza e da emoção do nosso sindicato! Parabéns!”, declarou o professor Luiz ao lembrar o início do festival.

Norminha resumiu o clima e a história do Festival: “Que maravilha! Mais uma vez estamos aqui no nosso sindicato, para alegrar o Festimpe. Amo cada edição que participei. Agradeço a Deus, aos colegas e à diretoria da ACP, por me proporcionarem essa felicidade!”