#18M: ACP mantém mobilização em defesa da educação e serviços públicos e alerta contra coronavírus

A suspensão das aulas em todas as redes públicas de ensino é uma medida necessária para conter o avanço do contágio por coronavírus, causador da doença COVID-19. No entanto, é fundamental que todas as pessoas entendam a importância de se evitar o contato social.

As autoridades em saúde informam que neste momento, os próximos 20 dias serão cruciais para achatar a curva de crescimento do contágio. A urgência é evitar um pico muito acelerado de pessoas contaminadas, o que causaria um colapso no sistema de saúde, que não seria capaz de atender com UTI’s (Unidades de Terapia Intensiva) a todos os casos graves.

Nesse sentido, a ACP lança uma campanha de alerta: É hora de ficar em casa! Sejamos Responsáveis!

#18M

Neste dia 18 de março, quando profissionais da educação e demais trabalhadores ocupariam as ruas de todo o país para protestar em defesa do Fundeb, da Democracia e contra as reformas que vão destruir o serviço público brasileiro, a manifestação é ainda mais coletiva.

“Nossa luta sempre foi nas ruas, no nosso fazer cotidiano da educação, construindo conhecimento, cidadania. Agora é um momento de colocarmos em prática nossos valores de proteção, coletividade, solidariedade. Estamos em casa, mas continuamos a defender a escola pública e os serviços públicos, como saúde e assistência social. Neste momento de crise, o desmonte da estrutura do Estado que atende a toda população mostra-se totalmente ineficaz e extremamente cruel. Hoje estaríamos nas ruas denunciando esse desmonte pretendido pelo Governo Bolsonaro e seu ministro Paulo Guedes. Estamos em casa, mas nossas vozes são altas”, convoca o presidente da ACP, professor Lucílio Nobre.

As centrais sindicais e a CNTE estão convocando uma manifestação, com barulhaço, para as 20h30 desta quarta-feira (18). A mobilização também deve ser feita nas redes sociais, usando a hashtag #GrevePorEducacaoEsaude.

Na greve da Educação Pública, a ACP também mobiliza com as hashtags #18M #SouACP #SouFundebPermanente #NovoFundeb #Piso20h – Participe!

Ações propostas pela CNTE no dia 18 de março

Tuitaço ao longo do dia

A hashtag #GrevePorEducaçãoESaúde reunirá nas redes sociais as manifestações em defesa da educação pública, da saúde, dos serviços públicos e da democracia em todo país. Para participar, é só postar fotos com cartazes de reivindicações, textos e vídeos com a temática da greve usando essa hashtag. Acesse aqui os materiais para divulgação.

Panos nas janelas

No dia 18 de março os manifestantes poderão apoiar a greve geral da educação pendurando um pano na janela, de qualquer cor ou tamanho, e em seguida fazer uma foto dessa ação e publicar nas redes sociais com a hashtag #GrevePorEducaçãoESaúde.

Vozes nas janelas às 20h30

A manifestação espontânea “Janelas contra Bolsonaro” pede que as pessoas fiquem em casa e façam barulho nas janelas pedindo Fora Bolsonaro.

 

ACP – Desde 1952, nossa luta não para!